1 de fev de 2017

PERFIL DO PROFESSOR TECNOLÓGICO



            Atualmente para exercer a profissão de professor, necessitamos de muito mais do que dominar o conteúdo, fator ainda fundamental. Necessitamos de ferramentas que além de facilitar nosso trabalho, tornam o conteúdo mais interessante para nosso aluno tecnológico. Gostando ou não, ferramentas indispensáveis hoje para o professor são: Acesso a Internet, notebook, pelo menos um pendrive com uma boa capacidade de armazenamento, eu uso um HD externo de 1TB, por enquanto está ótimo, sem esquecer o giz e/ou caneta para quadro branco, sim ainda precisamos. Não podemos esquecer-nos de, pelo menos uma conta de e-mail e acesso a “nuvem”, opcionalmente um perfil no “facebook”, “tweeter, e um blog.

 O governo estadual agora disponibiliza uma conta no “google education” (Classroom) através de um e-mail corporativo. Para o professor é uma excelente ferramenta para usar com os alunos no formato presencial e a distância (EaD).
            Não bastasse isto, necessitamos estar constantemente atualizados através das publicações no que se refere à educação tecnológica. Ensinar o básico hoje, pelo menos para os alunos que realmente se interessam em aprender, se tornou um tanto quanto tedioso. Cabe a nós professores presenciais, estimular nosso aluno a buscar fontes realmente confiáveis sobre a informação de que necessitam, orientando-os sobre a importância do momento presencial, do convívio com os colegas e com os professores, em outras palavras, o “algo mais” que podemos contribuir para a formação do aluno.

            Você, leitor deve estar se perguntando, e o livro? E respondo: Continua sendo um excelente auxiliar, repito...auxiliar e não guia. Usar apenas o livro como ferramenta de trabalho em aula é como fazer com que nosso aluno veja apenas uma versão do assunto, sem considerar as variáveis. É importante na nossa pesquisa na formação do plano de aula, utilizarmos fontes diversas e é claro confiável.
           

Para encerrar este pequeno ensaio, que tem como principal objetivo criar um pequeno “caos” na mente do leitor, pelo menos nos mais “antigos”, gostaria de deixar claro que estamos num período intermediário no que diz respeito às novas formas de ensino e com certeza existe a necessidade de adaptação tanto dos professores quanto dos alunos.

Nenhum comentário: